Ministério da Saúde atualiza dados sobre covid-19 no Brasil

0
135

Ministro da Saúde, Nelson Teich, concede entrevista coletiva nesta segunda-feira (11), no Palácio do Planalto, sobre a pandemia do novo coronavírus (covid-19) no Brasil.

Acompanhe ao vivo

De acordo com um balanço feito pela secretaria, o número de mortes por coronavírus entre crianças, jovens e adultos cresceu dez vezes no último mês, passando de 1.000 na faixa etária abaixo dos 60 anos. Até o dia 11 de abril, nenhuma criança tinha morrido com esse diagnóstico.

Entre os idosos, com idade igual ou superior a 60 anos, a mortalidade pelo coronavírus cresceu seis vezes, passando, em um mês, de 460 para 2.739. Com isso, São Paulo tem, até este momento, 3.743 óbitos por covid-19.

Até o fim do dia de hoje (11), o governo do estado do Rio de Janeiro terá aberto um total de 1.129 leitos dedicados a pacientes graves com a covid-19, sendo 972 em hospitais de referência somente para o tratamento da pandemia. São um total de 447 leitos de UTI e 525 de enfermaria nessas unidades, além de 157 leitos, sendo 100 de UTI em áreas isoladas de outras unidades de saúde estaduais.

A Caixa Econômica Federal está preparada para começar o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), mas depende da definição do novo calendário de pagamentos pelo governo federal, disse hoje (11) o vice-presidente da Rede de Varejo do banco, Paulo Henrique Angelo. Segundo ele, a instituição financeira, no momento, está concentrada em concluir o pagamento da primeira parcela.

“A Caixa está preparada para iniciar o pagamento da segunda parcela, a partir de todas as medidas que já adotamos, e esperamos que tenha um pagamento mais tranquilo. Estamos agora focados em finalizar o pagamento da primeira parcela e, assim que o governo divulgar o calendário da segunda parcela, a Caixa prestará as informações sobre a operação de pagamento”, declarou Angelo em entrevista coletiva.