InícioNotíciasMulherVocê entende a importância da liderança feminina na atualidade?

Você entende a importância da liderança feminina na atualidade?

Depois da Segunda Guerra, as mulheres mudaram seu papel social: saíram de casa e passaram a ocupar postos de trabalho. Agora, elas estão fazendo uma nova migração: das funções operacionais para as estratégicas. Ainda há poucas mulheres ocupando postos de gerência e gestão, se comparadas aos homens. Mas as empresas mais conscientes já começam a perceber a importância e o diferencial da liderança feminina.

Se você também quer descobrir por que esse movimento é tão importante, este post tem as respostas! Quer saber mais? Basta ler até o fim!

Mulheres no comando

A lista S&P 500, publicada pela bolsa de valores Dow Jones, traz os nomes dos CEOs das 500 maiores empresas de todo o mundo. Entre todas elas, é impactante ver que somente 26 (menos de 6%) possuem nomes femininos no comando da organização.

Como essa lista e outros relatórios do gênero mostram, as mulheres líderes ainda têm um longo caminho pela frente. Mas é importante reconhecer os méritos: três décadas atrás, esse número era impressionantemente menor.

Competência feminina

O maior desafio enfrentado por mulheres no ambiente corporativo ainda é, infelizmente, o preconceito. Já estamos quase na terceira década do século XX, mas ainda há pessoas que acreditam, de forma mais ou menos consciente, que as mulheres não têm a mesma competência para liderar que os homens.

Alguns dizem que elas são mais “doces” e, por isso, não conseguem ter respeito de seus subordinados. Em outros casos, quando têm pulso firme, são tachadas de “histéricas”. Tanto um como outro são visões absolutamente limitadas e deturpadas do papel social feminino.

O que revelam os números das empresas que têm mulheres nos postos mais altos de comando é que elas são, no mínimo, tão competentes quanto os homens. Que o digam a General Motors, comandada por Mary T. Barra, a Nasdaq, de Adena Friedman, e a PepsiCo, de Indra K. Nooyi, para citar somente alguns exemplos.

Mas há mais. Um estudo comandado por pesquisadoras do Instituto Peterson e pela Universidade de Georgetown, ambos dos EUA, revelou que a presença de mulheres na liderança das empresas pode melhorar a performance da organização, gerando mais lucro e destacando-as da concorrência.

A importância da liderança feminina

A presença de mulheres em posições mais altas nas empresas e até mesmo na política traz uma série de vantagens. Além de movimentar a economia, dando a essa parcela da população maior poder de compra e de tomada de decisões, ainda há motivos para acreditar que as mulheres têm contribuições de muito valor para o próprio desempenho das empresas, como mostra a pesquisa citada anteriormente.

Outro fator importante é a diversidade no olhar. A maioria esmagadora das empresas, atualmente, têm os homens como base para o desenvolvimento de seus produtos. Algumas, que tentam “inovar” acabam fazendo bobagens e criando “novidades” absolutamente inúteis, como a caneta, a pasta de dentes e o salgadinho de milho para mulheres — todos exemplos reais.

Ter a visão e a opinião de uma mulher à frente dos negócios não só evita esse tipo de gafe (que leva ao desperdício de alguns milhares ou milhões de reais), como gera oportunidades reais de negócios, pois atende uma parcela negligenciada do mercado.

Por fim, há ainda a questão da visibilidade. O tema da representatividade feminina em posições de destaque tem sido cada vez mais discutido, e isso faz com que elas abram ainda mais espaço, motivando outras mulheres a ocuparem esses postos de trabalho hierarquicamente superiores.

Portanto, a tendência é que o número de liderança feminina cresça gradativamente nos próximos anos, até — esperamos — atingir a igualdade com os homens em termos de números.

Redes Sociais

16,985FãsCurtir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever

Últimas Notícias

Continue Lendo