InícioNotíciasDistrito FederalHospital Regional da Asa Norte amplia a câmara fria

Hospital Regional da Asa Norte amplia a câmara fria

Pensando na pandemia do novo coronavírus e com o objetivo de manter a segurança de profissionais e outros pacientes, além de evitar a proliferação do vírus causador da Covid-19, o Hospital Regional da Asa Norte (Hran) criou a Sala de Isolamento de Cadáveres de Covid-19.

O ambiente é composto por quatro salas de 20 m², sendo duas refrigeradas, além de um salão e do expurgo, local onde os profissionais se trocam. A sala de isolamento de cadáveres possui capacidade para até 40 corpos e foi construída exclusivamente para acomodar vítimas do coronavírus.

“Não podemos confundir essa sala de isolamento com as câmaras frias que ficam dentro da sala de Anatomia Patológica, que é onde são colocados os corpos de pacientes sem Covid-19. Esse é um ambiente novo e diferente, que está previsto no Plano de Contingência do Hran. Todo o hospital está passando por uma estruturação para ser referência nos casos de coronavírus”, explica o médico e assessor da superintendência da Região de Saúde Central, Elvis Adriano Oliveira.

Apesar da grande capacidade de acomodação, os corpos devem ser retirados antes de completar 24 horas do óbito. Essa é uma norma do Protocolo de Manuseio de Cadáveres criado especificamente para os casos de Covid-19.

“Estamos preparados para acomodar os mortos de Covid-19. Não queremos entrar em colapso como em outros estados, em que os mortos ficam juntos dos pacientes porque não tem um local apropriado para acomodação dos corpos”, avalia Elvis.

A sala já está em operação, mas, felizmente, ainda não foi utilizada, pois não houve nenhum óbito no Hran na última semana, quando o local ficou pronto. Somente o expurgo ainda falta ser finalizado, o que deve ocorrer até o final da semana.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Redes Sociais

16,985FãsCurtir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever

Últimas Notícias

Continue Lendo