Governo federal vai doar 21 mil testes de Covid-19 para o DF

0
173

O governo federal vai doar 21 mil testes diagnósticos de coronavírus para o Distrito Federal. O anúncio da doação foi feito pelo governador Ibaneis Rocha durante a coletiva de imprensa concedida pelo ministro da Saúde, Nelson Teich, nesta quarta-feira (22), no Palácio do Planalto.

Teich assumiu o cargo em 17 de abril no lugar de Luiz Henrique Mandetta. A coletiva desta quarta-feira (22) foi a primeira concedida a jornalistas no Palácio do Planalto.

Em sua fala, Ibaneis Rocha agradeceu o apoio do ministério da Saúde e pediu a colaboração entre a população e o Poder Público para vencer a pandemia.

“Vamos ter mais 21 mil testes rápidos para testagem em massa com segurança. O momento é de parceria. Temos que nos unir e apoiar os estados com situação de dificuldade para que o Brasil saia dessa crise”, declarou o governador do DF. Os testes cedidos pelo governo federal vêm para somar aos 100 mil que serão feitos inicialmente no DF.

Escolas

O chefe do Executivo local ainda lembrou a reunião que teve com o presidente da República, Jair Bolsonaro, na segunda-feira (20). Na ocasião, foi discutida a possibilidade de reabertura de colégios militares no DF. Na segunda, Ibaneis disse que estudaria a volta às aulas de forma antecipada nos colégios cívico-militares administrados pelo DF. Nesta quarta, ele reafirmou que irá estudar a abertura para a rede pública de ensino, dando preferência a alunos do ensino médio. “O compromisso foi no sentido de fazer estudos para reabrir as escolas. Reunido com técnicos das secretarias da Saúde e da Educação, dei um prazo de 10 dias para estudarem a reabertura das escolas. Vai depender da compra de máscaras para os profissionais e alunos, da desinfecção das escolas e programas de comunicação para informar toda a população e trazer segurança na reabertura”, detalhou Ibaneis.

Programa Pró-Brasil

Durante a coletiva foi apresentado o programa do governo federal “Pró Brasil”, com o objetivo de integrar ações para a retomada do crescimento econômico em resposta ao impacto causado pelo vírus.

Além do ministro da Saúde e do governador do DF, também participaram da coletiva o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, o secretário de Governo, Luiz Eduardo Ramos; o ministro da Casa Civil, Braga Netto e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. O secretário de Saúde do DF, Francisco Araújo, e o chefe da Casa Civil, Valdetário Monteiro, também compareceram à coletiva.

Sobre o ministro

Carioca, Nelson Teich possui graduação em medicina pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ – 1980) e duas especializações: em Medicina Interna (1985-1987) e em Oncologia Clínica (1987-1990). Ele ainda fez dois cursos na área de gestão e liderança da saúde na Escola de Harvard (2005 e 2026) e outros cinco cursos nas áreas de prestação de cuidados, mensuração de valores e gestão de projetos de saúde pela instituição no estado de Boston, nos Estados Unidos, e em Xangai, na China.