InícioNotíciasDistrito FederalBanheiros públicos novos em folha no Setor Comercial Sul

Banheiros públicos novos em folha no Setor Comercial Sul

Banheiros reformados agora atenderão a cerca de 350 pessoas em situação de rua | Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

O GDF finalizou e entregou nesta semana a reforma de banheiros públicos no Setor Comercial Sul (SCS) para utilização, principalmente, pela população em situação de rua que vive na região. Nas oito cabines do local, próximas à Praça Central do SCS (Quadra 5), foram feitas reformas em chuveiros, vasos sanitários e pias, em trabalho fruto de uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e empresários da região.

A ação visa reduzir o risco de contaminação dos sem teto pelo novo coronavírus e atende também a uma antiga reivindicação por reforma no local, que estava fechado há alguns anos. A Sedes ficou responsável pela primeira parte da obra, enquanto a sociedade civil foi encarregada da finalização.

Reformados, os banheiros agora atenderão a cerca de 350 pessoas em situação de rua que passam mensalmente pela região central do DF, que envolve o Setor Comercial Sul, o Setor Comercial Norte, a Torre de TV, a Rodoviária do Plano Piloto, a Rua das Farmácias, o Setor Hoteleiro Sul, o Setor Hoteleiro Norte, o Setor Bancário Sul e o Setor Bancário Norte. A limpeza dos banheiros ficará sob a responsabilidade da Administração Regional do Plano Piloto.

A subsecretária de Assistência Social, Kariny Veiga, destaca a importância da reabertura desses banheiros públicos no Setor Comercial Sul. “Foi uma parceria super importante entre GDF e sociedade civil. Entregamos um local adequado para o atendimento dessa pessoas, para que elas possam utilizar um local com segurança, limpo e seguro. Enfim, para garantir a dignidade humana da população em situação de rua”, ponderou.

Combate ao coronavírus

Além da entrega do novo banheiro público no Setor Comercial Sul, a Sedes também tem realizado outras ações pelo DF no sentido de proteger da pandemia de Covid-19 a população em situação de rua.

Dois alojamentos provisórios foram construídos no Autódromo de Brasília e em Ceilândia, com um investimento de R$ 4 milhões, em que 400 pessoas são abrigadas. No Recanto das Emas, a Granja das Oliveiras – onde já era realizado o serviço de acolhimento institucional feito pela Sedes – teve seu número de vagas ampliado para 320 pessoas.

A secretaria também fornece 2 mil marmitas diárias produzidas pelos restaurantes comunitários em seis pontos de grande circulação no Plano Piloto, Gama, Taguatinga, Ceilândia, Planaltina e Sobradinho. O alimento é distribuído ao meio-dia e às 18h.

* Com informações da Sedes

Redes Sociais

16,985FãsCurtir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever

Últimas Notícias

Continue Lendo